Existem diversos tipos de chapas planas feitas a partir do bambu atualmente na China. Mas Biooply é a combinação de produtividade X economia, com sustentabilidade.

O elemento chave na estrutura do biocompósito é a manta semielaborada feita a partir de fibras naturais da Amazônia, MVA - manta Vegetal da Amazônia - já utilizada em larga escala pela indústria automobilística. Ela torna o processo mais eficiente e produtivo por ser ele bipartido. Ou seja: De um lado recebemos o 3ply pré-prensado, e de outro lado o veneer de acabamento — em ambas as faces — igualmente pré-prensado na MVA, respectivamente.

A matriz chinesa utiliza prioritariamente a prensagem a quente, sendo recomendável e bem vinda uma segunda prensagem da mesma chapa — no caso de chapas planas —, o que gera maior estabilidade do material final.

Biooply reúne as partes pré prensadas no processo central, transformando-os no material final 7 Layers.

O que torna o processo mais econômico contudo, é a produção mais acelerada por ser ela bipartida e principalmente pelo fato de economizarmos dois layers de bambu em cada chapa. O resultado final é um material significativamente mais leve do que os convencionais no mercado.